Mafra

Estilo Barroco

Tendo surgido em Portugal num período difícil a nível político, económico e social, altura do domínio Filipino em que a nação havia perdido a sua independência, viria a durar dois séculos (XVII e XVIII).

Neste conturbado período socio-político-económico da nação nota-se a influência ao nível das artes e da arquitetura. Havendo também a influência da inquisição o estilo reflete-se ao nível dos edifícios religiosos. As igrejas têm por tendência a mesma estrutura com fachadas simples e decoração contida do altar-mor, vindo a ser apelidado por Barroco Severo. Como exemplo temos a Igreja de S. Gonçalo em Amarante, a Igreja do Senhor da Pedra em Óbidos, a Igreja do Senhor da Cruz em Barcelos.

Entretanto ocorre o tremor de terra de 1755 com a destruição de vários edifícios. Nesta altura o rei começa a mandar construir edifícios civis bem como os religiosos, nomeadamente as alterações no Paço da Ribeira em Lisboa. Ficando nesta altura marcada a decoração em Talha Dourada nas paredes e retábulos e azulejaria. É tempo do barroco pleno com plantas octogonais e hexagonais tais como por exemplo no Convento de Mafra e Igreja dos Clérigos no Porto.

Escreva um comentário