Abertura

Estilo Manuelino

Gerado da vontade de D. Manuel I (1491-1521) e do espírito criativo que se vivia em Portugal. Numa época em que os navegadores portugueses se deram a conhecer ao mundo e deram ao mundo o conhecimento de outras civilizações longínquas.

Vários artistas dessas longínquas paragens vieram para Portugal, desse encontro de culturas veio a nascer o estilo manuelino, que é considerado uma interpretação do estilo gótico.

Como ex-libris deste estilo tem como maior exemplo a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos, ambos em Lisboa, e o Convento de Cristo em Tomar com a sua emblemática Janela do Capítulo.

Tem por característica a exuberância de formas e uma forte interpretação naturalista-simbólica. Os motivos mais frequentes do estilo manuelino são a esfera armilar, interpretada como sinal de um desígnio divino, a cruz da ordem de Cristo e elementos naturalistas tais como as algas, corais, alcachofras, pinhas, animais, assim como vários elementos fantásticos como sereias e gárgulas bem como elementos náuticos como cordas e fivelas.

 

Escreva um comentário