Serra da Lousã: paisagens de encantar entre xisto, caminhos e praias fluviais 

Perto de Coimbra, mas longe da confusão, a Serra da Lousã apresenta-se como um destino que vale a pena descobrir com calma e espírito aventureiro q.b.. Considerado um dos maiores tesouros do Centro de Portugal, oferece um baú de tesouros em plena natureza, entre a Beira Baixa e a Beira Litoral, para conhecer em apenas um dia, num fim de semana prolongado ou numas férias que prometem ser inesquecíveis.

Texto de Sara Oliveira

À fauna e flora, agora com o amarelo das mimosas a sobressair, somam-se valores patrimoniais e referências identitárias que muitos visitantes levam à região. As aldeias do xisto, as Ermidas da Senhora da Piedade e o Castelo de Arouce fazem parte do bilhete postal, mas há percursos pedestres, praias fluviais e circuitos para os mais radicais, que o ideal é ir preparado para os desafios que possam surgir. Mente aberta, roupa confortável e uma boa dose de curiosidade devem acompanhar a bagagem.

Por entre aldeias

Ir à Serra da Lousã sem conhecer pelo menos uma das suas aldeias do xisto é como ir a Roma e não ver o Papa, se bem que seja tarefa mais fácil. 

O Talasnal é a mais famosa é maior, sendo por isso a mais turística. A localização privilegiada estende à vista até ao castelo e vila da Lousã.

Pode ser explorada a pé, de carro ou de bicicleta, dispondo do Caminho do Xisto. Prepara-se para andar e faça pesquisa sobre sinalética em percursos pedestres.

As casas reabilitadas e decoradas com ramos das videiras, com cortinas de renda coloridas, e as ruelas estreitas, perpendiculares à rua principal e íngreme, descrevem o cenário.  Os lagares de azeite, a fonte, o tanque e a taberna típica são locais onde parar, além das pequenas lojas de artesanato.

Os letreiros “AL” deixam perceber a oferta hoteleira, entre segundas habituações e alguns serviços. Quem por aqui passa, não pode sair sem provar o talanisco, um doce regional feito à base de dois produtos endógenos: o mel e a castanha. Os ingredientes que também entram nas sugestões do restaurante Ti’Lena, agora apenas aberto aos fins de semana. Isto “até ver”, sublinha a anfitriã, deixando perceber que os dias quentes podem alargar o horário. A chanfana é um dos pratos servidos, até por ser uma especialidade da região.

Casal Novo é a aldeia mais pequena, alinhada em pequenos socalcos da serra, mas igualmente bonita e onde apetece seguir o instinto ao som da natureza. As eiras guardam memórias de tempos em que a lavoura decorria ao ritmo de cantilenas.

Não muito longe encontra-se o Complexo Paisagístico da Senhora da Piedade, onde se integram o Santuário de Nossa Senhora da Piedade, as piscinas fluviais das águas da Ribeira de S. João e um Castelo Medieval do século XI.

Não deixe de experimentar o passadiço panorâmico entre Cabo de Soito e a zona das piscinas com passagem pelo castelo. Caminhada feita, há que recarregar energia, sabendo que, por estas bandas, o restaurante “O Burgo” uma referência da verdadeira gastronomia portuguesa lhe apresentará com o seu famoso cozido do Talasnal na broa e petiscos, muitos petiscos.

O itinerário pode seguir para o Chiqueiro, onde pouco há para ver para além da Capela de Nossa Senhora da Guia e o velho casario. O parque de merendas é ideal para piqueniques em família.

Aqui, também se pode meter ao caminho, ou melhor ao trilho Rota dos Serranos, em direção ao Casal Novo ou ao Talasnal.

Se a estadia for de mais de um dia, a bússola aponta à aldeia de Cerdeira, onde os passeios são uma verdadeira experiência sensorial. Ao virar de cada esquina, há algo que surpreende e chama a atenção e é reconhecida a componente artística e criativa reinante, através de residências artísticas internacionais, da realização de workshops de formação e de pequenas experiências criativas. O projeto Cerdeira – Home for Creativity colocou-a no mapa por motivos nobres. A Escola de Artes e Ofícios, os ateliers, a Biblioteca, a Galeria, o forno comunitário, o Café da Videira e a Taberna das Artes, atraem.

Ao nível de localização, entre as mais acessíveis está a aldeia do Candal, servida pela Estrada Nacional 236 que liga a vila da Lousã a Trevim, ponto mais alto da serra – onde se localiza o instagramável baloiço de madeira – e Castanheira de Pera.

O Chafariz, os Moinhos de Água na continuidade da Ribeira de Candal, o Lagar de Azeite, Lavadouro e Represa na rua à direita da Loja Aldeias do Xisto (dispõe de cafetaria), e o Miradouro são para ver e desfrutar.

Prepare-se para ver os veados e javalis que possam surgir dos bosques e ainda para dar um salto à Cascata do Candal.

O estômago encontra aconchego no restaurante Sabores da Aldeia onde as opções passam, essencialmente, pelo cabrito assado, pelo entrecosto no forno a lenha e pela chanfana.

Apenas com uma rua, a aldeia Casal de São Simão tem um templo que merece visita: a Ermida de São Simão.  Está acessível através de um dos dois percursos pedestres disponíveis, o da Grande Rota até à aldeia de Ferraria de São João ou o Caminho do Xisto do Casal de São Simão Descida às Fragas.

O património natural da Aigra Nova, a altitude de Aigra Velha, as praias fluviais nas imediações de Comareira, as pedras de Gondramaz e a Pena compõem o rol de interesses entre as aldeias do xisto na serra da Lousã, onde o tempo parece parar.

Descanso entre descobertas 

A maior das aldeias tem oferta de alojamento, mas não faltam opções a cerca de meia hora de distância, em Coimbra ou nas proximidades.

Pátio do Xisto

Em Gondramaz, a casa de campo do Pátio do Xisto nasceu, à semelhança de outras, do restauro de um construção centenária, onde os currais com o gado ficavam no piso térreo, para aquecer durante os dias de inverno. Foi acrescido conforto e modernidade, assente em matérias e hábitos sustentáveis. Ao visitante é incutido o máximo usufruto do aquecimento solar das águas.

Caminhadas nas proximidades ou relax no jardim, a escolha é do freguês e ordem para por aproveitar. O restaurante contíguo e pertencente à unidade é a “cereja em cima do bolo” com a típica chanfana, o cabrito assado, o porco à Pátio do Xisto, as sopas e as sobremesas ao dispor até do palato mais exigente. 

Villa Pedra Natural Houses

Perto da vila de Penela, no concelho de Soure, o empreendimento Villa Pedra Natural Houses é ele próprio uma aldeia com 10 villas com jardins privados, para além de um espaço verde comum. Cozinhas independentes e totalmente esquipadas permitem preparar refeições e é possível pedir pequeno-almoço sem limite de horários, com direito a pão cozido em forno a lenha e produtos locais à hora desejada. 

Sessões de relaxamento e massagens estão disponíveis, assim como oficinas de cerâmica onde todos podem pôr a mão na massa e criar uma peça, a partir de 40 euros.  À volta a Serra de Sicó proporciona passeios pedestres, com GPS, ou de jipe, antes ou depois de ter explorado a Serra da Lousã.

Quinta da Palmeira – Country House Retreat & Spa

Em pleno coração verde da região centro de Portugal, concelho de Arganil, freguesia da Cerdeira, a Quinta da Palmeira– Country House Retreat & Spa é uma casa de campo de alto valor arquitetónico, datada do longínquo ano de 1890, rodeada de laranjais e olivais que conheceram diversas gerações seculares. 

Como pano de fundo tem a Serra do Açor, igualmente inserida na cordilheira central a par da Serra da Lousã e da Serra da Estrela, paisagens que despertam o espírito aventureiro. No hotel, ao final do dia, delicie-se com um bom copo de vinho e um queijo regional servido à lareira, nos dias mais frios; ou no terraço junto à piscina, contemplando a paisagem e a tranquilidade proporcionada por um pôr-do-sol único.

No restaurante, os sabores da terra fundem-se com a excelência da comida gourmet através de um menu surpresa de três pratos por 29,50 euros por pessoa.

O luxuoso spa com jacuzzi, sauna, banho turco e lareira complementa as mordomias ao dispor.

Contactos

Onde dormir

Pátio do Xisto Morada: Rua Buda, Vila Nova Tel.: 239 538 012 Preço: a partir de 75 euros

Villa Pedra Natural Houses Morada: Rua Rechio e Seladas, Cotas Tel.: 910 731 195

Quinta da Palmeira – Country House Retreat & Spa Morada: Rua Principal 36, Cerdeira Tel.: 911 017 455 Preço: a partir de 125 euros  

Onde comer

Restaurante Ti’Lena  Morada:  Aldeia do Xisto do Talasnal, , Lousã Tel.: 911 932 948/ 933 832 624

Restaurante Sabores da Aldeia  Morada: Candal, Lousã Tel.: 239 991 393

Restaurante Pátio do Xisto Morada: Rua Buda, Vila Nova Tel.: 919 759 877

Newsletter

A Hotéis de Campo publica semanalmente uma newsletter com todos os artigos relacionados com sugestões de viagens em Portugal.

Email Marketing by E-goi

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments