Passadiços do Paiva: um passeio pelos recéns vencedores de um “Óscar” do Turismo

Descubra paisagens de beleza ímpar num autêntico santuário natural. Ao longo de oito quilómetros caminhe junto a descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa.

TXT: V.M.


Melhor Atração de Turismo de Aventura do mundo. Esta a distinção que os Passadiços do Paiva acabam de arrecadar, por mais um ano, na cerimónia dos World Travel Awards, considerados os “Óscares” do turismo mundial. Se ainda não conhece esta maravilha construída ao longo de oito quilómetros por entre um cenário de grande beleza natural, na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro, então este é um excelente pretexto.
Com calçado e roupa confortáveis e uma garrafa de água, prepare-se para cerca de duas horas e meia de caminhada que exige uma boa condição física, dado os acentuados desníveis que irá encontrar ao longo do percurso. Mas o esforço, vai ver, vale muito a pena. 
O percurso estende-se entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, passando ainda por uma terceira, a Praia do Vau. Ao longo do caminho desfrute de uma natureza em estado puro, observe a biodiversidade do local, com espécies em vias de extinção na Europa, deslumbre-se com cinco geossítios do Arouca Geopark e faça uma viagem arqueológica ao passado, com mais de mil anos de história. 
O primeiro geossítio com que nos deparamos, logo após atravessar a Ponte de Alvarenga, é a Garganta do Paiva onde o leito do rio se torna mais estreito.
A ponte, datada do século XVIII, foi mandava construir por alvará de D.Maria I, no ano de 1971. Lá de cima é possível observar o vale do Paiva encaixado sobre paredes graníticas abruptas e os desafiantes rápidos onde anualmente tem lugar a espectacular prova Kayak Extremo do Paiva Fest. As íngremes paredes rochosas deste geossítio são ricas em biodiversidade saltando à vista manchas coloridas de verde-limão. As fissuras naturais na rocha granítica servem de refúgio para inúmeras aves de rapina que sobrevoam o vale do Paiva.
Segue-se no trajeto a Cascata das Aguieiras, observável a partir de miradouro integrado nos passadiços, formada pela queda de água da ribeira das Aguieiras que cai vertiginosamente pelas escarpas graníticas que ladeiam a margem direita do rio Paiva, e, já a meio do caminho, o Vau, uma área de recreio e lazer.
Na segunda metade do caminho encontre a Gola de Salto, que é o desnível mais acentuado do rio Paiva, excelente para a prática de desportos de águas bravas como o rafting e o kayak. A partir da plataforma aqui construída é possível vivenciar e sentir toda a energia do rio, ao mesmo tempo que se obtém uma panorâmica privilegiada sobre a paisagem marcada por este vale.
Por fim, o último geossítio que os Passadiços do Paiva percorrem é a Falha da Espiunca, afloramento geológico caracterizado por bancadas maciças de quartzitos negros originados por deposição de areias, onde há mais de 500 milhões de anos existia mar.


Nos concelhos vizinhos de Arouca, onde se encontram os premiados Passadiços do Paiva, existem igualmente maravilhosos alojamentos para descobrir. Em região de bom vinho, são precisamente as quintas vinhateiras que merecem o grande destaque. O vinho está nas adegas e o tempo presta-se a visitas e provas comentadas com vinhos locais e produtos regionais.

QUINTA DO VALLADO
Uma das mais famosas e antigas quintas do Douro, ainda hoje nas mãos dos descendentes de Dona Antónia Adelaide Ferreira, a lendária Dona Ferreirinha, a Quinta do Vallado abriu portas ao turismo, numa primeira fase, em 2005, na Casa Tradicional, onde existem cinco quartos, recentemente renovados. Os quartos da casa do século XVIII aliam o conforto à decoração histórica e tradicional do Douro e todos têm entrada independente através do jardim. Há 10 anos cresceu na quinta um novo edifício, feito quase inteiramente de xisto, que alberga oito quartos com varanda privativa, onde marca presença uma decoração contemporânea, com linhas sóbrias e modernas. Além da fantástica piscina que convida a banhos nos dias mais quentes do ano, pode usufruir de experiências ligadas à atividade principal da quinta, como provas de vinhos, mas também de passeios de bicicleta e a pé ou até aulas de culinária.

 
CASA DO RIO WINE HOTEL
Localizado no meio das vinhas que a Quinta do Vallado plantou no Douro Superior, este é um local de grande beleza, onde se destaca o estado de conservação e a força da Natureza, o isolamento e o silêncio. O edifício principal, totalmente em madeira harmonizando-se com a paisagem, está construído entre a vinha e o rio, sobre um laranjal, e com uma deslumbrante vista sobre o Douro. Este envolvente hotel de charme disponibiliza seis quartos na casa principal e duas magníficas suítes entre as vinhas, uma com terraço privativo e outra com varanda com vista soberba. Todos os hóspedes são convidados diariamente para uma prova de vinhos da marca comentada, mas também caminhadas, passeios de barco, kayaks e showcookings.


TERRA ROSA COUNTRY HOUSE & VINEYARDS
Agroturismo inserido na Quinta de Codeçosa que remonta ao ano de 1758, localizado entre Ponte de Lima e Vila Verde. Aqui encontra setenta hectares, cinquenta dos quais são de vinha, que albergam uma atmosfera única. Uma casa-mãe organiza, com outras construções, um espaço de conforto e tranquilidade a partir do qual se disfruta uma paisagem envolvente e única. E a tudo isto se acede por uma elegante álea de ciprestes entre vinhedos rigorosamente traçados e ordenados. É na Casa do Lúpulo, uma casa em xisto onde se secava o lúpulo, que se encontram os sete quartos da quinta, três dos quais suítes com sala de estar. A casa possui uma grande chaminé em ferro que remete a um passado industrial, que perpetua e homenageia as raízes industriais dos proprietários da quinta. Os quartos com nomes inspirados nos elementos arquitetónicos da quinta convidam a saborear a tranquilidade do ritmo da natureza numa simbiose entre o passado e o futuro. Deixe-se surpreender com a cuidada seleção de mobiliário, objetos de decoração e peças de artesanato que decoram os espaços interiores e que podem ser encontrados e comprados na loja local.


QUINTA PEDRAS DE BAIXO
A Quinta das Pedras de Baixo retrata a típica quinta rural de lavradores do Baixo Minho, com o seu conjunto edificado característico e inserido entre os campos de cultivo. Combinando arquitetura local e moderna, está localizada em Longos, a cerca de 12 quilómetros de Guimarães, cidade Património Mundial da UNESCO. O proprietário é um arquiteto que interveio nas casas antigas da propriedade, mantendo a tradição rural minhota e, em simultâneo, acrescentando-lhe formas de modernidade. No edifício original, as antigas cortes dos animais deram origem a três unidades de alojamentos. Uma das adegas mantém-se como tal, a outra deu origem à sala de pequenos-almoços. Ao lado da casa antiga, uma casa nova assume uma imagem contemporânea mas sóbria, onde se encontram três quartos, uma sala e uma cozinha. Se gostar de fazer-se acompanhar do seu animal de estimação nas suas deslocações, este é o local ideal, uma vez que é pet-friendly.


DORMIR
Quinta do Vallado
Morada: 
Vilarinho dos Freires, Peso da Régua
Tel: 
254 318 081
Preço: 
Desde 200€

Casa do Rio Wine Hotel
Morada: 
Quinta do Orgal, N222, KM237, Castelo Melhor
Tel: 254 318 081
Preço: 
Desde 200€/noite

Terra Rosa Country House & Vineyards
Morada: 
Rua São Pedro de Calvelo, 195, Ponte de Lima
Tel: 253 382 131
Preço: 
Desde 180€/noite

Quinta Pedras de Baixo
Morada: 
Rua de Santa Marta, 3262, Longos, Guimarães
Tel: 
919 375 011
Preço: 
Desde 55€/noite

COMER
Tasca da Quinta
Morada: 
Rua Marquês de Pombal, 42, Peso da Régua
Tel: 918 754 102
Preço: 
20€

Taberna do Barriga Verde
Morada: Rua Dom Dinis, 8, Vila Nova de Foz Côa
Tel: 279765039
Preço: 20€

Bocados Gastronomia & Vinhos
Morada:
 Rua de São Mamede de Arca, 84, Ponte de Lima
Tel.: 963 804 215
Preço médio: 35€

Newsletter

A Hotéis de Campo publica semanalmente uma newsletter com todos os artigos relacionados com sugestões de viagens em Portugal.

Email Marketing by E-goi

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments