Birdwatching: Um roteiro de olhos no céu

Várias centenas de espécies e uma enorme diversidade de habitats fazem de Portugal um destino de eleição para quem gosta de observar aves. Se é o seu caso ou, simplesmente, tem curiosidade em experimentar o birdwatching, descubra os três locais que sugerimos para si. Prepara-se para um fim de semana de cabeça no ar.

Texto Nelson Rodrigues

Num país com cerca de 360 espécies de aves (de ocorrência regular) não é difícil olhar para o céu e encontrar várias, algumas mais comuns, outras desconhecidas da maioria das pessoas. Mas há vários locais onde a quantidade e diversidade é tão grande que, por isso só, justificam uma viagem especialmente dedicada à observação de aves. Neste breve roteiro escolhemos três destinos onde a experiência tem sucesso garantido: um no extremo noroeste do país, o Parque Nacional da Peneda-Gerês; outro no centro, em pleno Ribatejo; e o terceiro no sotavento algarvio, já com Espanha à vista, o sapal de Castro Marim. Para cada, também não podia faltar um alojamento de sonho e um restaurante com a melhor gastronomia da região.

Escolha a sua escapadinha de fim de semana e faça as malas com tudo o que precisa para o birdwatching: vestuário e calçado prático e confortável, binóculos, guia de bolso, bloco de notas para registar as espécies avistadas e, claro, a dose certa de curiosidade e paciência.

A aldeia que gosta de aves

No extremo noroeste do país, o Parque Nacional da Peneda-Gerês é um destino obrigatório para todos os amantes da Natureza e, em particular, para os birdwatchers. Neste grande território protegido há mais de 160 espécies de avifauna, incluindo várias de elevado valor para a conservação, como a águia-real. Mas nos céus da região voam muitas outras aves, como a águia-cobreira, o tartaranhão-caçador, o falcão-peregrino, o mocho-pequeno, o melro-d’água, a gralha-de-bico-vermelho ou a escrevedeira-amarela.

Locais de observação também não faltam, mas há uma aldeia que dedica especial interesse e atenção às aves: Tourém. É nesta pequena localidade transmontana do concelho de Montalegre que fica o Centro Interpretativo da Avifauna, um dos polos do Eco Museu do Barroso, situado num antigo estábulo de pedra.

Além das exposições, encontros de birdwatchers e atividades de educação ambiental, o espaço estuda também o comportamento das aves, sobretudo das que nidificam na região. Em Tourém não falta sequer um percurso pedestre dedicado à observação destes animais – o Trilho das Aves –, que atravessa os campos da aldeia durante cerca de quilometro e meio.

Trás-os-Montes à mesa

A 15 quilómetros de Montalegre e a 30 de Tourém, o restaurante Sol e Chuva justifica a viagem, não só pelas belas vistas para a barragem dos Pisões mas, sobretudo, pela cozinha regional que leva à mesa. A carne barrosã é a estrela da ementa, seja em posta ou no cozido à portuguesa, mas também há outros pratos afamados, como os rojões, as tripas ou o bacalhau da casa.

Um irresistível encanto natural

Casa do Eido

Às portas do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a tranquila aldeia de Vilar-a-Monte, em Terras de Bouro, acolhe um daqueles turismos rurais onde apetece sempre voltar: a Casa do Eido – sustainable living & nature experiences. Fazendo jus ao nome, este é um alojamento com uma filosofia de bem-estar, que privilegia o contacto com a natureza e o respeito pelo ambiente. E isso tanto se revela em pequenos detalhes, desse os tecidos naturais das roupas de cama aos amenities orgânicos, como também se prova à mesa, durante um saboroso pequeno-almoço ou numa refeição (a pedido) com produtos biológicos, alguns de produção própria.

A Casa do Eido – sustainable living & nature experiences oferece 3 quartos, duas suites e 1 loft, além de vários espaços comuns, como as salas de estar com lareira e biblioteca, a sala de jantar ou a cozinha. Em todas, o intimismo e o conforto estão omnipresentes, não faltando vários recantos que os hóspedes gostam de se apropriar, como se estivessem em casa, e muitas janelas que se abrem para o verde e para luz do exterior.

Lá fora, precisamente, a piscina de água salgada convida a um mergulho nos dias mais quentes, o espigueiro evoca a história do local e os jardins lembram-nos que este é um refúgio onde o chamamento da Natureza fala mais alto.

DO RIO AO CÉU

Ao longo dos 275 quilómetros que o Tejo corre em Portugal não faltam locais para observação de aves, mas é no Ribatejo que encontramos um dos programas mais originais: descobrir a avifauna do rio a bordo de uma embarcação amiga do ambiente. A proposta é da Rio-a-Dentro, que organiza expedições de birdwatching a partir do cais de Escaroupim, uma aldeia avieira do concelho de Salvaterra de Magos.

Durante duas horas e meia, os participantes poderão observar dezenas de espécies de aves que habitam este troço do rio, como a garça-real, o corvo-marinho, o milhafre-preto, a águia-pesqueira, a cegonha-branca, o pato-real, a ibis-preta ou o abelharuco. O deslumbramento é garantido durante todo o ano, mas mais ainda entre os meses de março e julho, altura em que milhares de aves nidificam na ilha das Garças, um dos primeiros pontos de paragem (sem desembarque) deste passeio.

Depois, navegando sempre em silencio e sem pressas, o pequeno barco passa ainda por outros locais únicos, como o Mouchão da Casa Branca, habitado por cavalos lusitanos selvagens, a aldeia palafita de Palhota ou a Praia Doce, onde é possível dar umas braçadas.

Sabores do rio

Mesmo em frente ao cais, com vista para o Tejo e para a Ilha das Garças, o restaurante O Escaroupim reflete a proximidade do rio na ementa, com destaque para as afamadas enguias fritas, em caldeirada ou ensopado, mas também para os pratos de lampreia e sável, estes servidos à época.  Da carta fazem parte outras iguarias, como a tarte de perdiz ou a carne de alguidar.

Dormir num oásis ribatejano

Salvaterra Country House & SPA

Se gosta de refúgios secretos, intimistas e com um toque de luxo, o Salvaterra Country House & SPA é perfeito para si. A apenas 35 km de Lisboa e a 10 km de Escaroupim, esta casa é um pequeno paraíso no coração do Ribatejo com um surpreendente jardim tropical, repleto de vegetação luxuriante, flores exóticas e lagos que fazem lembrar resorts orientais. Um imenso verde a servir de cenário à piscina, aos terraços privativos e às quatro suites que compõem o alojamento.

No Salvaterra Country House & SPA , respira-se serenidade e conforto, mas também uma discreta sofisticação, oferecida pela decoração em estilo neo-mediterrânico e pelos materiais orgânicos que pontuam o espaço. Aqui, também não falta uma lareira, kitchenette, banheira, chuveiro walk-in e grandes janelas que convidam a luz natural a entrar. Já entre os espaços comuns, destaca-se o SPA, o honesty bar e uma cozinha acessível a todos os hóspedes.

Para quem quiser conhecer o melhor do Ribatejo, esta country house tem várias sugestões de programas ao ar livre, incluindo dois de birdwatching. Isto, porque além dos passeios de barco no Tejo, também é sugerida uma visita ao EVOA, um espaço de visitação e observação de aves que fica a 35 km de distância, na margem sul do estuário do Tejo.

No paraíso dos flamingos

A Reversa Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António é um dos locais mais fascinantes do Algarve para quem gosta de observar aves. Entre as principais razões está uma colónia de flamingos, que recentemente passou a contar com cerca de 3000 indivíduos, graças ao nascimento de 550 jovens flamingos, em 2021. Um acontecimento inédito que acrescenta Portugal à reduzida lista de países europeus onde esta espécie nidifica.

Mas a lista de aves a habitar a região é muito mais extensa e também conta com outras dezenas de espécies, como a garça-branca, o alfaiate, o maçarico-de-bico-direito, a gaivina-de-bico-vermelho, o guarda rios, o norrelho-grande-de-coleira ou o pernilongo, entre muitas outras.  

Um dos melhores trilhos pedestres para o birdwatching é o Percurso do Cerro do Bufo. Trata-se de um circuito linear com cerca de 10,5 quilómetros (ida e volta) com painéis informativos, uma mesa interpretativa e um observatório. que, além das aves, também ajuda a descobrir outros locais interessantes, como as salinas ou o esteiro da Carrasqueira. Quem quiser conhecer mais sobre a avifauna do sapal poderá visitar, igualmente, o centro interpretativo da Reserva Natural, situado no Sapal de Venta Moinhos.

Comer do bom e do melhor

No coração da praia de Altura, concelho de Castro Marim, o restaurante A Chaminé é um  clássico com mais de 40 anos que, além de muitos clientes fiéis, já conquistou vários prémios nacionais e internacionais de gastronomia. Numa sala em estilo rústico, o chef Joaquim Feliciano serve diversas especialidades, como o arroz de línguas de bacalhau, a cataplana de porco e mariscos ou os filetes de polvo.

Um hotel para corpos ativos

The Prime Energize

A meia dúzia de quilómetros do Sapal de Castro Marim, em plena praia de Monte Gordo, o The Prime Energize convida a uma estadia dedicada ao bem-estar e à vida ativa e saudável. Neste sports hotel, o mais difícil é escolher entre tantas atividades à disposição, desde as aulas de yoga e pilates aos programa detox e de perda de peso. O restaurante Fuel by Chakall segue a mesma filosofia, servindo uma seleção de pratos saudáveis, com base na dieta mediterrânica e privilegiando sempre os produtos locais. Já o Energize SPA convida ao relaxamento, oferecendo inúmeros tratamentos e cuidados, uma piscina interior aquecida, sauna, jacuzzi e banho de contrastes.

Além de 105 confortáveis quartos, os hóspedes encontram ainda várias zonas comuns de lazer, com destaque para o rooftop com piscina e bar e para o Beach Bar, no areal da praia, onde é possível fazer uma refeição, provar um cocktail natural ou, simplesmente, aproveitar o bom tempo algarvio numa espreguiçadeira.

Fora de portas, o The Prime Energize de quatro estrelas sugere vários programas, entre eles uma visita guiada às salinas do sapal de Castro Marim, onde poderá fazer uma degustação e ficar a saber mais sobre a produção artesanal que aqui se realiza. A estas proposta juntam-me muitas mais, como passeios de barco na Ria Formosa, desportos de mar ou visitas a uma fábrica de cortiça.

Contactos

Onde Dormir

Casa do Eido
Morada: Rua 2, nº 6 – Vilar-a-Monte, Valdozende, Terras de Bouro«
Tel.: 253 378 181
Preço: desde 110€

Salvaterra Country House & SPA
Morada: EN 114-3, n. 839, Foros de Salvaterra, Salvaterra de Magos
Tel.: 915 355 566
Preço: Desde 110€

The Prime Energize
Morada: Rua de Ceuta, 4, Monte Gordo, Vila Real de Santo António
Tel.: 281 001 300
Preço: Desde 70 €

Onde Comer

Sol e Chuva
Morada: Rua de Ridante, 1, Pisões, Montalegre
Tel.: 276 556 171
Preço médio: 20€/pessoa

O Escaroupim
Morada: Largo dos Avieiros, Escaroupim, Salvaterra de Magos
Tel.: 263107332
Preço médio: 25€/pessoa

A Chaminé
Morada: Av. 24 de Junho 17, Altura, Castro Marim
Preço médio: 25€/pessoa

Onde ir

Centro Interpretativo da Avifauna – Ecomuseu do Barroso
Morada
: Rua do Carvalho, n.º7, Tourém, Montalegre
Tel.:
276 510 203
Preço:
entrada gratuita

Rio-a-Dentro
Morada:
Cais de Escaroupim, Salvaterra de Magos
Tel.:
915 880 518
Preço: 25€
(expedição de birdwatching)EVOA
Morada:
Ponta da Erva, Lezíria Sul, Vila Franca de Xira
Tel.:
926 458 963
Preço:
14€ (visita guiada)

Centro de Interpretação da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e V.R. Santo António
Morada:
Sapal de Venta Moinhos, Castro Marim
Tel.:
281 531 257
Preço:
Entrada gratuita


Newsletter

A Hotéis de Campo publica semanalmente uma newsletter com todos os artigos relacionados com sugestões de viagens em Portugal.

Email Marketing by E-goi

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments