Serra da Estrela – dias frios, neve, alojamentos de luxo e boa comida

Dias frios, neve, alojamentos de luxo e boa comida . A Serra da Estrela espera por si para um fim de semana cinco Estrelas!

No Inverno, todos os caminhos vão dar à Serra da Estrela. O início do ano marca o planeamento das férias e escapadelas e, depois de dois anos desafiantes, não é preciso esperar pelo verão para o merecido descanso. Este roteiro para dias mais frios é uma combinação entre alojamentos de luxo que contam uma história, neve, boa comida e o burel como fio condutor.  

Texto de Ana Patrícia Cardoso

Até finais do século XIX, pouco ou nada se sabia sobre as Penhas Douradas, no concelho de Manteigas, Serra da Estrela. Uma expedição científica em 1881, que contou com o incentivo do médico Sousa Martins, roubou-lhe o anonimato e ali se estabeleceu a primeira estância de montanha, considerado também o lugar mais saudável de Portugal e muito procurado para o tratamento de doenças. Esta herança não se perdeu no tempo também graças ao contributo de um casal, Isabel Costa e João Tomás, que se apaixonou por estes ares e têm vindo a reabilitar propriedades da serra, transformando-as em locais de sonho.

Casa das Penhas Douradas

É o caso da Casa das Penhas Douradas – Burel Expedition Hotel, antigo sanatório a 1500 metros de altitude. Para quem procura uma experiência de comunhão com a montanha, em casal ou em família, a opção passa por aqui. Isabel e João quiseram destacar a vista para o Parque Natural da Serra da Estrela, optando por grandes janelas e varandas em todos os 18 quartos (um é suite). Mas não só. Imagine também um mergulho na piscina interior aquecida ao mesmo tempo que a neve cai lá fora. É o melhor de dois mundos para esquecer as preocupações e desfrutar do momento.

Os proprietários mantiveram a tradição dos cuidados com a saúde e os hóspedes podem reservar um dia no SPA com diversas salas de tratamentos, um duche Vichy, uma sala de relaxamento onde são servidos chás em silêncio, hidromassagem ou sauna. Também é uma excelente opção para cuidar do corpo depois das atividades na neve que a Estância de Ski da Torre oferece. Toda a informação é disponibilizada no hotel.

O burel é um elemento fundamental na história desta dupla (explicamos mais à frente), por isso, faz sentido que esta lã esteja tão presente por toda a decoração, das cortinas às paredes e até aos chinelos de quarto. Toda a atmosfera prima pela cores quentes e acolhedoras, reforçando o conceito “Casas que são hotéis”. Há também uma sala de reuniões multimédia, projetor de filmes, um museu do Ski e um restaurante com vista panorâmica, onde se destaca a boa cozinha serrana à base de ingredientes locais.

Para quem deseja conhecer melhor a região, existem mais de 250 quilómetros de percursos pedestres e de BTT em torno. A unidade organiza expedições com guia ou dispõe de todo o apoio para quem prefere explorar por conta própria.

Casa de São Lourenço

A Casa das Penhas Douradas foi o primeiro dos Burel Mountain Hotels, ao qual se juntou a Casa de São Lourenço, o primeiro (e único) cinco estrelas da Serra. Ali funcionou a Pousada de São Lourenço – uma das primeiras de Portugal – na década de 1940. Foi idealizada por António Ferro, diretor do Secretariado de Propaganda Nacional, que tinha em mente criar um espaço que se assemelhasse mais a um lar. O projeto inicial ficou a cargo do arquiteto Rogério de Azevedo e da decoradora Maria Keil e, quase 70 anos depois, a recuperação do espaço manteve parte desta herança. Preservaram-se pormenores idealizados por Keil como as estrelas, cardos e lobas cravados em madeira, que se inspiram nos desenhos que os pastores faziam e que podem ser admirados um pouco por todo o mobiliário.

A 1250 metros de altitude, esta segunda aposta de luxo do casal oferece uma experiência imersiva na Serra da Estrela, com uma vista panorâmica para as montanhas, o Vale Glaciar do rio Zêzere e a vila de Manteigas. A Casa de São Lourenço tem 21 quartos (quatro são suítes), há várias áreas de descanso e até um jardim com espécies autóctones.

O espaço Welness da Casa de São Lourenço merece destaque. Para quem deseja sair da rotina do teletrabalho, repor energias após quase dois anos de pandemia ou aproveitar dias de descanso longe dos horários apertados, o Spa de Montanha oferece um conjunto de tratamentos que ganham vida graças ao ar puro da altitude. A sauna e banho turco contam com vista total sobre a montanha. Imperdível. Não podia faltar a piscina interior aquecida para aquele mergulho relaxante obrigatório e a boa comida completa a experiência.

No Restaurante São Lourenço, é impossível ignorar que se está a mais de 1200 metros de altitude e a paisagem é um enorme incentivo ao apetite – necessário para o que se está prestes a experimentar. O menu dá primazia à comida serrana e destacam-se os croquetes de cozido à Beirã, a sopa de castanhas, o ensopado de borrego, carne de alguidar com arroz de míscaros e paiola, empadão de javali, cabrito ou bacalhau gratinado. No teto, estão penduradas cerca de cinco mil estrelas produzidas a partir do burel e não é por acaso.

Este tecido de lã, usado pelos pastores da serra para as suas capas, está presente em todos os cantos dos dois alojamentos por uma razão especial. É que a paixão de Isabel e João pela Estrela vai para além da hotelaria.

O casal comprou  a fábrica da Lanifícios Império, em 2010, porque “esta fábrica descobriu-nos a nós e nós descobrimos o burel que depois procurámos desenvolver, e que viria a ser utilizado na decoração. Decidimos avançar com um processo de recuperação da fábrica e da sua aquisição para lhe continuar a narrativa que trazia desde o século passado e voltar a dar vida à população local que dela dependia. Para a mostrar ao mundo a sua arte. É hoje a Burel Factory”, explicam no site oficial. Este projeto é o maior empregador da região.

A identidade histórica foi preservada já que se manteve “as máquinas do século XIX, reciclámos alguns padrões dos antigos livros de debuxo que ainda hoje utilizamos em algumas mantas, e começámos a dar cor ao burel que até à data só existia nas cores originais da lã”. Com um desejo de inovação sempre presente, a equipa conseguiu reinventar este tecido feito com a partir das ovelhas bordaleiras do Campo do Romão, ali mesmo.

Atualmente, existe em praticamente todos os tons e para os mais variados fins. Uma estadia na região não está completa sem uma visita à fábrica e, na loja, é possível comprar de tudo, desde decoração para a casa, vestuário para adultos e crianças, tecidos ou até adereços para o animal de estimação.

A loja online também funciona para todo o país. Um produto 100% português que pode transformar-se no presente perfeito ou na recordação única de dias bem passados.

Contactos

Onde ficar

Casa das Penhas Douradas – Burel Expedition Hotel Morada: Penhas Douradas, Manteigas
Tel.:
 275 981 045 ou 963 384 026
Preço: A partir de 135 euros/noite

Casa de São Lourenço – Burel Mountain Hotel
Morada:
Estrada Nacional 232, Km 49,3, Manteigas
Tel.: 275 249 730
Preço:
a partir de 175 euros/noite

Onde comer

Restaurante São Lourenço
Morada: Estrada Nacional 232, Km 49,3, 6260-200 Manteigas
Tel.: 256951666
Preço: 30 euros/pessoa

O que visitar

Burel Factory
Morada:
Rua de Benguela, 4, Manteigas
Horário: Fábrica – Visitas de segunda a sexta, das 11h às 16h.
Loja – segunda a sexta, das 10h00 às 17h. Sábado, das 10h às 13h.

Newsletter

A Hotéis de Campo publica semanalmente uma newsletter com todos os artigos relacionados com sugestões de viagens em Portugal.

Email Marketing by E-goi

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments