Estadias em dias de calor no irresistível Barlavento algarvio. A nossa sugestão se procura um Algarve sereno, recatado e em contacto com a Natureza, mas sempre perto do mar!

Com 3.000 horas de Sol por ano, o Algarve chama por nós em qualquer altura, mas nos meses mais quentes o apelo torna-se ainda mais irresistível. Apetece-lhe rumar a Sul? Veja as nossas sugestões e escolha um lugar ao sol no Barlavento Algarvio.

Texto: N. R.

Foto de destaque – Casa Fajara Boutique Hotel

Praias para todos os gostos, muitos quilómetros para estender a toalha, cidades cheias de animação e uma gastronomia deliciosa fazem do Barlavento algarvio um destino de eleição para milhares e milhares de turistas. Com a chegada do calor, começa a romaria a Sul e a região ganha uma nova vida, mas também fica mais difícil encontrar um alojamento longe das multidões.

Se procura um Algarve sereno, recatado e em contacto com a Natureza, mas sempre perto do mar, é preciso descobrir alguns segredos bem guardados. Nós dizemos-lhe onde ficam quatro refúgios de sonho e ainda lhe fazemos um roteiro com os melhores restaurantes, passeios e festivais.

Casas do Moinho

No alto de Odeceixe, espraiadas por uma rua que liga o centro da vila a um antigo moinho, encontramos nove casas brancas, debruadas a azul-cobalto, que convidam e experienciar a vida de aldeia. A estas juntam-se, nas proximidades, mais três casas de férias e um B&B com seis quartos, servidas pela receção e sala comum, dois restaurantes, jardim e piscina. Tudo junto compõe um Turismo de Aldeia acolhedor e autêntico, onde os hóspedes circulam pelos diferentes espaços comuns e pela rua, convivendo entre si e com os habitantes locais.

Oferecendo vistas únicas para os campos em redor, as Casas do Moinho mantiveram a traça original e a simplicidade de outrora, mas a recuperação das habitações não descurou o conforto, os acabamentos superiores e algumas linhas mais contemporâneas no interior. Não falta sequer ar-condicionado e chão aquecido, terraço privativo e kitchenette equipada.

Mas aqui na Casas do Moinho só cozinha quem quer, porque a unidade conta com dois espaços de restauração cheios de qualidade: o Altinho, mais vocacionado para petiscos, e o Naperon, que dá a provar a cozinha do chef Hugo Nascimento, estrela do programa Hell`s Kitchen. À mesa leva uma cozinha de raízes e memórias fortemente influenciada pela avó, numa sintonia perfeita com o espírito de aldeia que emana deste recanto algarvio.  

Monte do Cardal

Porque todos os lugares especiais devem ser partilhados, este antigo refúgio familiar abriu portas ao turismo para receber amigos e visitantes com o mesmo encanto de sempre, mas uma alma renovada. Entre o mar e o campo, a dois passos de Odeceixe e das praias da costa vicentina, o Monte do Cardal seduz pela localização privilegiada, mas também pelo sossego, pelo acolhimento familiar e pela comunhão com a Natureza, que aqui é tão generosa.

O meio envolvente serviu mesmo de inspiração à unidade, que privilegia materiais como a madeira, o xisto ou a ardósia para dar um cariz mais nobre a uma casa de arquitetura tradicional, agora dividida em apartamentos, quartos duplos ou twin e uma sala de jantar. A decoração, elegante e com um toque rústico, oferece ainda mais personalidade aos diferentes espaços, quase todos de portas abertas para o exterior, de onde chega muita luminosidade e um chamamento para a vida ao ar livre.

Lá fora, a piscina serve de ponto de encontro e espaço de lazer, mas também há outros locais mais recatados, um pequeno lago e vários hectares de terreno à volta para descobrir durante uma caminhada ou numa volta de bicicleta. E, claro, com várias praias à distância de uma curta viagem de carro, é quase inevitável um passeio à beira-mar e um mergulho nos dias mais quentes.

Casa Fajara

Em plena Costa Vicentina, rodeado de campos e colinas verdejantes, mas com o mar ali tão perto, este refúgio na Carrapateira (concelho de Aljezur) convida a um fim de semana com o melhor de dois mundos. De um lado estão as praias, como a Bordeira (1,5 Km) ou do Amado (3,5 Km), e do outro um surpreendente cenário rural, longe da agitação, que revela um Algarve puro e natural. Ao centro, a privilegiada Casa Fajara, um lugar tão especial onde tanto se ouve o som das ondas como o canto dos pássaros ou o tilintar dos sinos das vacas que pastam nas proximidades.

O alojamento deste Boutique Hotel divide-se em 12 quartos, todos com WC privativa e alguns com kitchenette, varanda ou terraço panorâmico. A decoração, em estilo rústico, combina com a paisagem envolvente, sobretudo nas áreas comuns, onde não faltam objetos antigos relacionados com o trabalho agrícola ou a vida no campo.

Aqui, ninguém fica sem nada para fazer. Além dos mergulhos na piscina, também é possível fazer uma massagem ou uma aula de ioga, descontrair na sauna, jogar ténis ou pingue-pongue, alugar uma bicicleta ou, simplesmente, descontrair nos jardins. Fora dos portões da propriedade também há várias atividades à disposição, como idas à praia, surf, passeios de barco ou caminhadas nos trilhos da região, a começar pela mata circundante ao hotel.

Casa do Eirado

Do sonho de um homem em recuperar uma casa de família totalmente em ruínas nasceu este refúgio singular, também ele de sonho, cheio de alma e memórias. A Casa do Eirado é, por isso, muito mais que um alojamento. É uma homenagem às raízes do proprietário, à arquitetura rural e à cultura do Algarve, ao despojo e à simplicidade que, afinal, ainda se podem encontrar numa zona do barlavento tão pressionada pela pressão urbanística.

Embora fique a menos de cinco quilómetros do mar, esta casa no concelho de Lagoa consegue manter uma identidade rural, longe das multidões, tão imaculada quanto as suas paredes brancas que já tiveram várias vidas. Agora, enquanto espaço turístico, alberga quatro quartos, uma cozinha e vários espaços comuns. Por todas as divisões se encontram objetos cheios de história e simbolismo, como uma interessante coleção de olaria popular portuguesa, livros sobre a cultura algarvia (gastronomia, arquitetura e arte popular), discos, fotografias, pinturas e outras peças de decoração.

No exterior da Casa do Eirado há árvores de fruto que convidam os hóspedes a servir-se, um pequeno galinheiro e um refrescante tanque que tanto serve de piscina como fornece a água utilizada na rega do pomar, através de um sistema de gotejamento. Um dos vários exemplos de preocupação com o ambiente, numa casa ecologicamente ativa que também poupa na energia e faz reciclagem de resíduos. E assim, gota a gota, passo a passo, memória a memória, se oferecem estadias únicas, daquelas que nunca se esquecem.

De comer e chorar por mais

Em terra de boa gastronomia como é o barlavento algarvio, o mais difícil poderá ser encontrar um restaurante onde se coma bom e barato, com atendimento cinco estrelas e, de preferência, sem filas à porta. Se também procura a melhor relação qualidade-preço, aqui ficam três casas que vai querer conhecer no próximo passeio pela região.

Em Odeceixe, a Taberna do Gabão é sempre uma opção a ter em conta. Situada na parte alta da vila, a poucos minutos das Casas do Moinho, esta casa rústica ganhou fama pelas suas feijoadas bem apuradas (como a de choco ou de búzios), mas há outros pratos imperdíveis, casos do arroz de tamboril, do peixe grelhado ou da perna de borrego estufada.

Taberna do Gabão (Fotos D.R.)

Ainda pelo concelho de Odeceixe, desta vez na Bordeira (a 2 Km da Casa Fajara), O Sítio do Rio serve excelente peixe grelhado, caldeiradas, arroz e massada de marisco. Para os vegetarianos também não falta uma carta própria, com produtos biológicos. A proximidade da praia é outro bom pretexto para se fazer à estrada e conhecer este restaurante.

O Sítio-do-Rio (Fotos D.R)

Já em Ferragudo, no concelho de Lagoa (a 8 Km da Casa do Eirado), o Sueste oferece uma ótima relação qualidade-preço e peixe sempre fresco, orgulhosamente exibido numa montra à entrada. A feijoada de buzina, a sopa de lingueirão e os gulosos Dom Rodrigo são outras especialidades desta casa fundada em 1990 num antigo armazém de sal.

Restaurante Sueste (Fotos D.R.)

Praia, Passeios e Festas

Composto por oito concelhos – Aljezur, Vila do Bispo, Monchique, Lagos, Portimão Lagoa, Silves e Albufeira –o Barlavento Algarvio tem muito para ver e fazer, por isso um fim de semana ou mesmo uma semana inteira é pouco para descobrir as principais atrações da região. Entre tantas opções, os passeios junto ao mar são quase obrigatórios e o difícil é escolher uma praia de eleição. Amoreira ou Bordeira (concelho de Aljezur), Dona Ana (Lagos), da Marinha (concelho de Lagoa) ou Falésia (Albufeira) são apenas algumas das mais bonitas.

Praia D. Ana – (@visitPortugal)

Ainda pelo litoral, há percursos espetaculares para quem gosta de fazer caminhadas, como o Trilho dos Pescadores, que liga São Torpes a Lagos, provavelmente um dos melhores trilhos costeiros de mundo. Não deixe de visitar também a Fortaleza de Sagres, a Ponta da Piedade (próximo de Lagos) e as Gruta de Benagil, no concelho de Lagoa, além das animadas cidades de Portimão e Albufeira. Mais para o interior do Barlavento, a vila de Monchique revela um Algarve diferente, mais verde e tranquilo, enquanto Silves recebe os visitantes com um imponente castelo, do tempo em que a povoação era a mais importante cidade do reino árabe do Algarve.

Fortaleza de Sagres (Foto Município de Vila do Bispo); Grutas de Benagil (Foto Unsplash)

Festas e animação é coisa que também não falta no Barlavento, sobretudo durante os meses mais quentes. Já no último fim de semana de maio acontece o Festival da Caldeirada, em Armação de Pêra, enquanto no início de junho há o Ventania – Festival de Artes Performativas do Barlavento, em Lagos. Julho é mês do Jazz Fest, em Lagoa, e do Festival Al-Buera, com a habitual mostra de artesanato, em Albufeira. Agosto, o mês mais animado do Algarve conta com inúmeras festas no calendário, como o Festival da Sardinha, em Portimão, a Feira Medieval de Silves e as Festas de Aljezur. Antes do final do Verão, em setembro, ainda há as Festas do Pescador, em Albufeira.

Festas do Pescador (Foto Município de Albufeira); Lagoa Jazz Fest (Foto D. R.); Silves Medieval (Foto Municipio de Silves)

Sugerimos a leitura do artigo com sugestões sobre estadias no Sotavento algarvio: Estadias de campo e praia – Irresistível Algarve II

Contactos

Onde Dormir

Casas do Moinho
Morada: Rua 25 de Abril, 113/115, Odeceixe, Aljezur
Telf.: 282 949 266
Preço: Sob consulta

Monte do Cardal
Morada: Lugar do Cardal, Odeceixe, Aljezur
Telf.: 968 154 004
Preço: desde 100€/noite

Casa Fajara
Morada: CX 121P Vale de Carrapateira, Bordeira
Tel.: 282 973 134
Preço: desde 79€/noite

Casa do Eirado
Morada: Casa dom Eirado, Estrada M1273, Lagoa
Telf.: 918 255 295
Preço: desde 210€/noite

Onde Comer

Taberna do Gabão
Morada: Rua do Gabão, 9, Aljezur
Telf: 282 947 549
Preço: 20€

O Sítio do Rio
Morada:
Estrada da Praia da Bordeira, Carrapateira
Telf: 282 973 119
Preço: 20€

Sueste
Morada:
Rua da Ribeira, 91, Ferragudo, Lagoa
Telf: 282 461 592
Preço: 20€





Newsletter

A Hotéis de Campo publica semanalmente uma newsletter com todos os artigos relacionados com sugestões de viagens em Portugal.

Email Marketing by E-goi

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments