Férias na costa vicentina: quatro sugestões imperdíveis

Destinos de praia: quatro sugestões imperdíveis para as suas férias na costa vicentina, venha conhecer.

Agora que o sol começa finalmente a aquecer o corpo e a alma, é altura de partir ao encontro de destinos de praia e areia, que deixam a pele dourada e salgada. Os apreciadores da Natureza no seu estado mais puro, não podem perder as fantásticas paisagens e as experiências que a Costa Vicentina. De mochila às costas para os mais aventureiros e nos hotéis por nós recomendados, para sublimes estadas com conforto a dois ou em família.

Texto: V.M.

Designada por Costa Vicentina, a faixa de litoral entre Odeceixe e a vila do Burgau, oferece aos seus visitantes uma paisagem e uma “força” muito diferentes daquela que o restante Algarve reserva aos turistas. Quase toda esta zona costeira está inserida no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e, como tal, sujeita a proteção.
O que pode esperar por estas paragens são paisagens verdadeiramente imponentes e belas e recantos (ainda) quase intocados pela mão humana. Pequenas praias escondidas entre arribas ou extensos areais de areia dourada e fina fazem as delícias de quem não dispensa uma ida a banhos.
Tal como a paisagem, aqui o mar também mostra toda a sua força, sendo por isso muito procurado pelos amantes das atividades aquáticas, nomeadamente o surf. Na incursão pelas praias locais, não pode, de todo, perder as magníficas praias de Odeceixe, de Aljezur, da Carrapateira, ou a do Amado.

Por entre trilhos e caminhos

Para melhor conhecer a região, nada melhor que calcorreá-la com calma e aproveitando cada paisagem e cada instante, não perdendo, obviamente, o eternamente belo espetáculo que oferece um lindo por do sol. Neste momento a Costa Vicentina conta com cerca de mil quilómetros de percursos devidamente assinalados, para fazer a pé ou de bicicleta, mas sem dúvida que são os costeiros, verdadeiramente deslumbrantes, que mais adeptos reúnem.
A melhor forma de descobrir as maravilhas que esta zona tem para oferecer é, sem dúvida, acompanhado por quem conhece a zona como as palmas das mãos. E programas na Natureza é coisa que não falta por aqui, e até formas divertidas de ajudar a conservá-la. É o caso da iniciativa Caminhada de Manutenção Caminho Histórico Carrapateira a Pedralva que, como o nome indica, destina-se a fazer a manutenção do trilho reavivando as suas marcas e a cortar a vegetação que esteja a tapar a sinalética ou a impedir a passagem. Um programa divertido para fazer com crianças já crescidas, uma vez que representa também um grande estímulo à educação ambiental.
Uma atividade que promete também muita diversão em família dá pelo nome de Touro azul – ir à maré. Organizado pela Caco – Associação De Artesãos Do Concelho De Odemira, o programa inclui um passeio de pés descalços pela praia e pelas rochas e uma merenda numa casa antiga da aldeia. Durante o percurso fala-se das marés e da biologia marinha, explora-se o microcosmo subaquático e a imensa biodiversidade que as marés revelam. E há tanto, mas tanto para aprender. Este programa realiza-se várias vezes durante o ano, por isso nada melhor que contactar a associação para obter datas e outros pormenores.

ir-a-mar (Créditos MOTIONEDITION)

De bicicleta, os adeptos de BTT podem contar com 38 circuitos de níveis de dificuldade diversos, adaptados às necessidades de cada. A maioria dos percursos são circulares para maior facilidade dos turistas.

Região de mar por excelência, impossível deixar de fazer referência às atividades aquáticas, sendo aqui das mais procuradas o surf, o windsurf, a vela, o kitesurf e o parapente, que beneficiam dos ventos que aqui se fazem sentir.

Rota Vicentina (Créditos RW Portugal)

A cultura e a arte locais

A par com a primavera, nesta época do ano também renascem as variadas manifestações artísticas desta zona do país. De 13 a 15 de maio, São Luís, em Odemira, recebe pela primeira a EARTHfest – Festa da Terra, que vai já na sua 10.ª edição.

Subordinado ao tema “O Poder das Histórias”, o certame conta com workshops, sessões de cinema, concertos, espetáculos, exposições e passeios na natureza, destinados a todas as idades.

Quem gosta de artesanato, tem a oportunidade de, literalmente, pôr as mãos no barro, na Oficina Intensiva de Cerâmica que decorre em três sessões (dias 7, 14 e 28 de maio), na Antiga Escola Primária da Ribeira da Azenha, em Vila Nova de Milfontes. Durante as várias sessões irá aprender e pôr em prática, todas as técnicas para construir o seu próprio vaso.

Oficina Intensiva de Cerâmica (Créditos Facebook)

Finalmente, e porque numa área protegida faz todo o sentido, destacamos o programa

Vamos proteger a flora nativa? Esta é uma ação de educação ambiental sobre flora nativa e invasora, com vista à sensibilização para o problema das invasões biológicas. Realiza-se no âmbito do Programa Bandeira Azul 2022, no dia 22 de maio, tem participação gratuita e destina-se a todos os interessados. Esta atividade resulta de uma parceria entre o Município de Odemira, do Clube Ciência Viva de Odemira e da Rota Vicentina.
Não deixe também de visitar a impressionante Fortaleza de Sagres.

Mercados e feiras

Agora que o tempo já só apetece ar livre, uma ida ao mercado pode ser um momento de verdadeiro prazer, com as cores e os aromas das hortaliças e frutas como que a pedirem para serem levadas connosco. Ou então, as feiras de velharias onde, muito provavelmente, vai encontrar uma bela peça para levar como recordação. Na Costa Vicentina são vários os mercados e feiras a visitar, começando, bem a sul, pelo Mercado mensal de Lagos, que se realiza no primeiro sábado de cada mês. Na mesma cidade pode visitar, no primeiro domingo de cada mês, a Feira de Velharias de Lagos, que vai com certeza apaixoná-lo. Nesta região costeira há outras igualmente interessantes, como é o caso da Feira de Velharias de Bicos, em Bicos, freguesia de Vale de Santiago, em Odemira.

Feira das velharias (Créditos CM Lagos)

Descansar… e comer

Para muitos, dos maiores prazeres da vida, é estar à volta de uma mesa farta, entre família e amigos, a pôr a conversa em dia enquanto se petisca aqui e pica ali. A Costa Vicentina é, por excelência, uma região que convida ao convívio e à boa comida. A que vem do mar, com o seu pescado fresquíssimo, a tipicamente alentejana, e os petiscos, também muito procurados nas esplanadas com vista para o mar.

Na hora de descansar, depois de tanta atividade, há que escolher locais de excelência, que ofereçam o perfeito retempero das energias despendidas.

Reserva do Alecrim

A Reserva do Alecrim, em Santiago do Cacém, é um desses locais perfeitos, que as crianças e os casais enamorados vão adorar. Trata-se de um Glamping Resort Boutique, nome que se dá ao campismo em tendas de luxo. Com um magnífico céu estrelado como teto, a propriedade, de 28hectares, conta com 45 unidades de alojamento, entre domes, dome houses, eco-suites, eco-houses, casas campo e tendas safari, de forma a corresponder aos diferentes gostos e necessidades. Para ir a banhos a oferta também é diversa: uma piscina biológica, totalmente natural, onde numa água perfeitamente limpa pode nadar lado a lado com sapos, rãs e insetos de vária natureza; um dome gigante com quase 300 m2 e uma piscina infinita, ambas com água aquecida a 26 graus. Não vai apetecer sair daqui. Depois há ainda uma pequena lagoa de cortar a respiração, onde andar de stand up paddle, mergulhar, nadar… À volta existem confortáveis decks privados tornam o lugar ainda mais especial.

Paraíso Escondido

Em São Teotónio existe um autêntico Paraíso Escondido, que nos encoraja a viver em plena harmonia com a natureza. A remeter para terras africanas, de onde a sua proprietária é oriunda, e com construções perfeitamente integradas no local onde se inserem, a propriedade de 8 hectares conta com uma casa com cinco quartos, mais cinco quartos fora desta, incluindo dois bungalows de madeira, construídos sobre estacas. A casa principal tem uma espaçosa sala de estar e espaço de refeições. O salão tem também uma grande lareira a lenha, um bar e relaxantes áreas de estar. A propriedade tem uma piscina de 10m, horta orgânica, um pequeno spa e estúdio de ioga e wellness. Dada a sua localização, o espaço é ideal para a realização de retiros espirituais. No exterior, além de inúmeras áreas tranquilas para apreciar a vista, relaxar, ler e apanhar sol, há também percursos para caminhar, ao longo do eucaliptal e sobreiral.

Herdade do Reguenguinho

Uma outra excelente possibilidade de estadia para quem visita esta região do país, é, sem dúvida, a Herdade Do Reguenguinho, no Cercal do Alentejo, que oferece cor, muita cor, aos habituais tons que caracterizam o Alentejo. A herdade caracteriza-se pela sua construção em taipa, terra crua, uma das mais antigas tecnologias de construção, oferecendo estruturas de grande resistência sísmica, confortável isolamento térmico, e pegada ecológica mínima.
Na herdade existe uma casa principal onde se encontram as zonas comuns, sala de estar, sala do chá, e sala do pequeno-almoço, que durante a tarde e noite se transforma em biblioteca. Nesta casa encontra-se também a suíte ‘sexto sentido’. Numa outra casa, que por sinal era a antiga habitação da herdade, encontram-se mais três quartos e duas suítes com características ímpares como a fachada do antigo forno a lenha, ou a chaminé do antigo fumeiro.

No exterior há muito campo em redor para caminhar ou fazer um piquenique e uma piscina para refrescar nos dias mais quentes.

Casa do Alto da Eira

Um nadinha mais longe, já em Cuba, em Albergaria de Fusos, a Casa Do Alto Da Eira surge como um autêntico oásis num Alentejo já profundo, destacando-se a sua encantadora piscina biológica, com uma apelativa e coloria daybed. A casa cuja recuperação foi fiel à traça da aldeia, mantém o interior de xisto e a tijoleira de barro, que conferem uma climatização natural e integrada no ambiente envolvente. Tem quatro quartos acolhedores servidos por casas de banho privativas, uma ampla sala com lareira típica e uma cozinha tradicional, totalmente equipada. No alpendre, à disposição de quem o quiser usar, encontra-se um tradicional forno de lenha. A Barragem do Alvito fica a escassos quilómetros e convida à prática de atividades náuticas.

Sugerimos a leitura do artigo: Fins de semana cinco estrelas – cinco sugestões
Sugerimos a leitura do artigo: 5-estadias-de-luxo-no-alto-alentejo

Contactos

Onde dormir

Reserva Do Alecrim
Morada:
Fonte Nova Ademas, Stª Cruz, Santiago do Cacém Telefone: 911111137 Preço: Desde 89€

Paraíso Escondido Morada: Casa Nova Da Cruz, São Teotónio Telefone: 912470206 Preço: Desde 150€

Herdade Do Reguenguinho
Morada:
Cercal do Alentejo
Telefone: 967503597 Preço: Desde 120€

Casa Do Alto Da Eira
Morada:
Albergaria dos Fusos, Vila Ruiva, Cuba
Telefone 965405432 Preço: Desde 150€

Onde comer

Tasca do Celso
Morada:
Rua dos Aviadores, 34, Vila Nova de Milfontes Telefone: 283996753

Dona Bia Morada: EN 261, Torre, Comporta Telefone: 265497557

A Barca Traquitanas Morada: Entrada da Barca, Odemira Telefone: 283961186

O Josué Morada: Rua António Gonçalves, 87, Longueira Telefone: 283647119

Al Sud Morada: Palmares Resort, Odiáxere Telefone: 282790508

Visitar

Badoca Safari Park
Onde:
Herdade da Badoca, Vila Nova de Stº André, Santiago do Cacém
Quando: De segunda-feira a domingo, das 9h30 às 17h30 Preço: 18,90€

Mercado de Lagos
Onde:
Junto ao Estádio Municipal de Lagos Quando: Primeiro sábado de cada mês
Horário: Das 8h00 às 13h00
Preço: Gratuito

Mercado Mensal de Odiáxere
Onde:
Largo da Alegria, Odiáxere
Quando: Todas as quartas segundas-feiras do mês
Horário: Das 8h00 às 13h00
Preço: Gratuito

Feira de Velharias de Lagos Onde: Parque Estacionamento do Complexo Desportivo de Lagos
Quando: Primeiro domingo de cada mês
Horário: Das 8h00 às 14h00
Preço: Gratuito

Feira de Velharias de Bicos Onde: Estrada Nacional 262, Bicos
Quando: Últimos domingos do mês
Horário: Das 8h30 às 14h00
Preço: Gratuito.

Newsletter

A Hotéis de Campo publica semanalmente uma newsletter com todos os artigos relacionados com sugestões de viagens em Portugal.

Email Marketing by E-goi

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments